POEMAS

POEMA: 3. Tentativas.

Desisto, respiro fundo, resisto.

Meus sonhos me alimentam ao mesmo tempo que me consomem.

Pela metade, por inteiro, pedaços colados.

Confesso que estou exausto, mas visto a coragem e sigo.

Sorriso na cara.

Pele disfarçada.

E assim todos os dias eu tento.

Não só uma, mas um milhão de vezes por segundo.

@WellasDiniz


O que você achou do post?

Gostei
6
Inspirador
2
Amei
21
Necessário
12
Engraçado
1
Wellas Diniz
Escritor, produtor audiovisual, criador de conteúdo digital, editor de vídeos para cinema, TV e internet. Amo ler e escrever sobre motivação e acredito que uma boa troca de ideias é capaz de transformar o dia de alguém.

Veja também

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

17 − seis =

Mais em:POEMAS