POEMAS

POEMA: 14. Superpoder.

E se de repente eu tivesse o super poder de controlar o tempo, eu iria pra frente, ou pra trás?

Para trás, foi até agora pouco, nada demais.

Melhor deixar do jeito que tá.

Para frente, eu até tenho uma certa curiosidade, mas o futuro é tão sagaz, tenho medo de ser devorado sem nem entender o porquê.

Mas se eu parar pra pensar, eu tenho esse super poder de controlar o tempo, não é para trás, não é para frente, mas é agora.

Eu posso driblar o que futuro já espera de mim e botar ele pra sentar, trabalhar, reescrever o meu novo eu.

Porque eu não vou chorar como ontem, por algo não ter dado certo, escreve aí futuro, eu vou tentar de novo.

Não vou mais remoer traições que ficaram para trás, nem levar decepções para frente.

O que eu fui até agora pouco, não será mais espelho.

Porque tudo foi como tinha que ser.

E o que será pra frente, eu vou tentar com todas as forças desde agora escrever.

O poder do agora. Esse é o meu super poder.

@WellasDiniz

O que você achou do post?

Gostei
0
Inspirador
0
Amei
12
Necessário
0
Engraçado
0
Wellas Diniz
Escritor, produtor audiovisual, criador de conteúdo digital, editor de vídeos para cinema, TV e internet. Amo ler e escrever sobre motivação e acredito que uma boa troca de ideias é capaz de transformar o dia de alguém.

Veja também

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezessete + sete =

Mais em:POEMAS