POEMAS

POEMA: 10. A beleza da jornada.

Esse mundo é tão louco, que às vezes o pouco preenche tanto, que não falta nada. Mas a gente, com fome de chegar ao topo, acaba não percebendo que a felicidade do agora é o que realmente importa.

Focamos tanto na chegada, que perdemos a beleza da jornada. Ignoramos tudo que já está ao nosso alcance, perdemos tantas chances.

Chegamos ao topo, nosso objetivo é alcançado, mas o brilho nos olhos é tão pouco, temporário, como se estivéssemos cansados. No topo tudo é vazio, frio e oco, e percebemos que não há nada de especial nesse fato.

E por mais que a gente olhe para trás e queira voltar ao início do caminho, onde talvez possamos nos reencontrar, onde escondemos as raízes, não seremos mais os mesmos, e o caminho de volta não será mais o mesmo, as pessoas que passaram por nós não serão as mesmas. Tudo mudou. Tudo está diferente. A jornada já é outra.

A única coisa que temos é a lição aprendida, como já dizia uma frase clichê antiga: a felicidade não está na chegada e sim na caminhada.

@WellasDiniz


O que você achou do post?

Gostei
0
Inspirador
0
Amei
5
Necessário
0
Engraçado
0
Wellas Diniz
Escritor, produtor audiovisual, criador de conteúdo digital, editor de vídeos para cinema, TV e internet. Amo ler e escrever sobre motivação e acredito que uma boa troca de ideias é capaz de transformar o dia de alguém.

Veja também

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

três − 2 =

Mais em:POEMAS