AUTOESTIMACRÔNICASDESABAFOSRELACIONAMENTOS

Aquele dia que eu te disse adeus.

Era um dia como qualquer outro e por incrível que pareça eu estava feliz.

Fiz meu café e tomei olhando o meu feed do Instagram, como sempre faço.

Entre curtidas, comentários, stalkeadas, eu fui alimentando o meu tempo para esquecer a decisão que eu havia tomado e que pretendia falar hoje para você.

Eu lembro que eu te amava tanto, às vezes até doía, de tanto que eu sentia que amava e talvez foi isso que fez com que eu ficasse, mesmo depois de todas as mancadas, conversas de arrependimentos que não serviam de nada… E mesmo depois de dizer muitas vezes que eu não voltaria, eu voltava.

Eu não me respeitava, você era como uma droga, que me machucava e eu achava que era tudo que eu precisava. Se tornou meu vício. Me dava até uma certa abstinência só cogitar te dizer adeus.

Acho que no fundo, nesses últimos tempos eu acostumei estar com você e aquele amor que no começo tanto doía, já quase não pulsava mais, era só costume e talvez falta de coragem de dizer que já não queria mais me permitir passar por tudo que estava passando.

Era um dia como qualquer outro, eu me olhei no espelho, chorei um pouco, mas em seguida sorri pra mim, dei aquele sorrisão.

Pela primeira vez desde que te conheci, voltei a olhar pra mim, voltei a me sentir, voltei a me priorizar e depois que a gente cai na real e percebe que a gente precisa mesmo é tá de bem com a gente, não tem quem nos segura.

Eu cansei das muitas promessas de mudanças, eu cansei das suas desculpas que já não colam mais, e eu tenho certeza de que nem você mesmo acredita no que fala.

Eu simplesmente cansei de ir dormir com aquele peso machucando o meu coração.

Hoje eu decidi te dizer adeus, porque eu decido dar boas-vindas para mim. 

Quero me colocar no colo, me pedir desculpas por não ter me priorizado todo esse tempo e voltar a focar no meu principal objetivo quando eu resolvi trazer você pra minha vida, que era ser feliz.

Hoje é um dia como qualquer outro, mas te dizer adeus e tirar você da minha vida, vai fazer todos os meus outros dias serem diferentes.

Vai doer, vou sofrer, mas vou seguir e a partir daqui quero prometer pra mim mesmo nunca mais me abandonar tanto assim, porque o amor é pra fazer bem, não fazer eu quase me odiar pra caber no que outra pessoa espera de mim.

– Adeus!

– Espero que você seja muito feliz também.

– E que nas suas próximas relações, você valorize o que as pessoas fazem por você.

@WellasDiniz


O que você achou do post?

Gostei
2
Inspirador
2
Amei
5
Necessário
2
Engraçado
0
Wellas Diniz
Escritor, produtor audiovisual, criador de conteúdo digital, editor de vídeos para cinema, TV e internet. Amo ler e escrever sobre motivação e acredito que uma boa troca de ideias é capaz de transformar o dia de alguém.

Veja também

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

20 − quatro =

Mais em:AUTOESTIMA