COMPORTAMENTODIÁRIO DO WELLASPENSAMENTOS

Preciso aprender a controlar meus impulsos • DIÁRIO DO WELLAS, 02.

Ai meu Deus, eu juro que eu tento, mas quando eu volto pra mim, já explodí.

Já falei o que não devia, perdi a razão por não ter paciência, excedi.

Eu preciso urgentemente trabalhar em como aprender a controlar os meus impulsos.

Controlando a raiva.

Eu percebo que a gente tem uma certa dificuldade de falar o que pensa.

Às vezes tá tudo na nossa cabeça, mas quando vamos falar parece que não sai, a gente trava.

É mais fácil deixar a raiva sair no impulso, do que a gente dizer o quanto alguém é importante ou o quanto amamos esse alguém.

A gente precisa aprender a controlar a raiva e na hora certa deixar fluir o amor, o afeto, o que sentimos por quem a gente se importa.

Prática e teoria.

Na teoria é tão lindo isso, enquanto escrevo acho até fofo, porque na prática, é muito difícil ter esse controle quando o sangue sobe.

Quem age por impulso, sabe exatamente do que estou falando.

A gente não conta até 3, respira fundo e releva, porque quando a gente para pra contar, é porque já explodiu.

Tentando me auto reeducar.

Não sei se vou conseguir, mas eu firmei um compromisso comigo mesmo em lutar com todas as minhas forças contra mim mesmo e os meus impulsos.

É muito ruim a sensação que a gente sente depois que o sangue esfria e a gente percebe que passou do ponto, que poderia ter resolvido de outra forma, que poderia ter tido calma para uma ver solução, uma explicação.

Às vezes a gente tá até certo, mas a forma com que a gente lida, faz a gente ser totalmente equivocado(a).

E eu simplesmente não quero mais ser o tipo de pessoa que age assim.

Construindo boas lembranças.

Tudo passa, mas as coisas boas que a gente planta nos corações das pessoas, ficam pra sempre.

Esses pequenos gestos, atitudes, marcam.

É pra sempre uma boa memória.

E pra mim, isso é o que faz mais sentido deixar marcado nos corações das pessoas que passam pelo nosso caminho: Palavras de construção.

E é esse tipo de pessoa que eu quero ser, mesmo pras pessoas que não merecem.

Eu quero que as pessoas lembrem de mim como alguém que teve maturidade para resolver um problema e não como alguém surtado que não tem paciência pra nada.

Ser leve.

Tô escrevendo isso aqui pra eu mesmo ler de vez em quando e lembrar que eu prometi pra mim mesmo que vou tentar ser uma pessoa mais paciente.

Aprender a controlar os impulsos é algo que é bom pra gente mesmo.

A gente é quem mais sai ganhando.

Ser leve neste mundo pesado faz toda a diferença.

@WellasDiniz


[ assista minha série de textos no Youtube ] 👇

O que você achou do post?

Gostei
3
Inspirador
2
Amei
20
Necessário
4
Engraçado
0
Wellas Diniz
Escritor, produtor audiovisual, criador de conteúdo digital, editor de vídeos para cinema, TV e internet. Amo ler e escrever sobre motivação e acredito que uma boa troca de ideias é capaz de transformar o dia de alguém.

Veja também

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2 × três =